Trigueirinho
videos
 
Para aquisição via internet: www.irdin.org.br

Texto

As enfermidades

De um ponto de vista amplo, tudo o que existe cumpre uma função no plano evolutivo dos universos. Segundo esse plano, também as enfermidades acontecem devido a uma necessidade de ordem na vida e são motivo para aperfeiçoamento das criaturas que as sofrem e para o equilíbrio de seu carma negativo.

Quando o ser já é consciente em nível de alma, antes de encarnar ele vê a sua meta evolutiva e, com base nesse conhecimento, programa situações que proporcionarão os necessários desenvolvimentos no decorrer da vida a ser iniciada sobre a Terra. Como esse programa é traçado com a ajuda da alma e apoiado nas forças que pela lei do carma estarão disponíveis, sempre leva em conta o grau de vigor da pessoa. Por isso nunca acontece de uma enfermidade programada ser maior que a capacidade de suportá-la.

É o fato de não aceitar a enfermidade e de reagir contra ela que a torna pesada ou demasiado forte. Isso é assim até mesmo no que se refere à dor física.

Quando uma enfermidade programada antes do nascimento físico se manifesta, a pessoa se vê na contingência de encontrar em si forças para transcender o estado doentio, forças que de outro modo ela não desenvolveria. Não seriam, porém, empregadas para lutar contra a doença, mas para encará-la como situação reequilibradora, para estar diante dela de forma inteligente e cooperante.

Para mitigar dores ou para suportar incômodos, a pessoa tem de apelar, de modo especial, para as energias que vêm de dentro de si mesma. É como se as enfermidades apressassem o despertar de uma nova compreensão e, em consequência, a aquisição de novos hábitos.

Extraído do livro “Além do Carma.” – Trigueirinho
Editora Pensamento
Págs. 51 a 52

Ir para o topo