Trigueirinho
videos
 
Para aquisição via internet: www.irdin.org.br

Texto

As chaves para cruzardes o sagrado portal

Para o individuo que sinceramente aspira trilhar o caminho espiritual, são fundamentais o despojamento e a ausência de busca de estímulos supra-sensoriais.

Sua meta deve ser a ampliação da consciência e a disponibilidade para, em sincera abertura, exprimir padrões de conduta cada vez mais sutis.

Pela entrega, serviço, amor e gratidão, a consciência pode ser elevada e reconhecer a magnanimidade prometida para o homem após a atual purificação planetária.

Ainda que por vós negada, a Graça volta a bater em vossa porta. Ainda que a tenhais expulsado do vosso ser para nele cultuar outros valores, ela retorna. Ainda que a desprezeis, envolvendo-vos com que é transitório, ela está sempre pronta a acolher-vos.

Quando estiverdes acossados pelos agentes das trevas, deles não vos deveis ocupar diretamente. Concentrai a atenção na aliança com Nossa Luz, elo incorruptível na grande corrente cósmica. Assim vos mantereis destacados das reações dos vossos corpos, e podereis mais livremente servir de canal para o silencioso e oculto da energia superior.

Entrega, entrega e entrega a essa energia: essa é a chave mestra que vós é oferecida para cruzardes o sagrado portal.

O Cosmos bate à porta dos homens e, pelas frestas e aberturas, traz a Luz da vida às suas escuras moradas. Traz a mensagem do chamado crístico ao seu interior, convidando-os a ingressar nesse universo de belezas e mistérios. Então o que está dentro do homem supera seus limites e uni-se ao que se reflete no cosmos, transcende as projeções formais e desvela-se na face imanifestada do que é desconhecido para a mente.

Para isso, ao homem foram entregues três chaves:

Amor-Entrega,

Fé-Equilibrio,

Devoção-Ardor.

Unidas, abrem o portal da libertação.

Extraído do livro “Passos atuais” - Trigueirinho
Editora Pensamento
Págs. 6, 7, 19, 38 e 41

Extraído do boletim Sinais de Figueira, de Trigueirinho

Irdin Editora

www.irdin.org.br

www.vigiliapermanente.org

Ir para o topo